sexta-feira, 24 de dezembro de 2010

Sobre a Árvore de Natal

De acordo com, os estudiosos contemporâneos (historiadores & arqueólogos) as origens da Festividade Natalina antecedem ao nascimento de Jesus Cristo, por exemplo: os celtas e/ou druidas já elaboravam Árvores de Natal, sendo uma referência antiga para as atuais luzes, ornamentos natalinos nas portas e até o próprio Pai Natal - figura festiva presente na cultura nórdica.
Além da influência pagã no simbolismo natalício, o mesmo também pode ser encontrado na Cabala Judaica, aonde adquire também um profundo significado esotérico. Exotericamente, a ciência atual não nega que as tradições natalinas cristãs foram e são herdeiras da Antiga Sabedoria: Alquímica, Cabalística e Cósmica, oriundas da História Humana.
Então, nossa Árvore de Natal, antigamente designada por "Árvore de Cristo", ainda simboliza o Diagrama Cabalístico da Vida, conhecido como Árvore Cabalística ou Árvore Sefirótica, neste gráfico temos a representação da Vida, isto é, o esboço de todas as dez Dimensões do Universo, tal diagrama se resume numa Árvore com dez galhos, que vão desde “Kether”, o Pai todo Perfeito, até “Malkuth”, o mundo físico.
Portanto, aos escolhermos um "pinheiro" para ornamentá-lo, este remete a energia luminosa da Era de Aquario, devendo colocá-lo se possível no centro do espaço ou na parte Leste deste, fazendo referência ao Nascimento do Sol, ou seja, o Cristo. Ademais, enfeitar a Árvore de Natal de cima para baixo, lembrando da Lei Hermética em que as forças descendentes do Espírito Divino (Macrocosmo/Universo), que vêm para nos abençoar no nosso plano físico (Microcosmo/Homem). Por fim, dispor as bolas de natal alusão as "10 Sefiras" e, demais enfeites, especiamente os Três Sinos que representam as Três Forças Primárias do Cosmos denominadas como a Santíssima Trindade mais a Estrela Dourada, disposta no topo da árvore, porque Ela significa a Estrela Interior, a qual anseia orientar-nos na jornada da Vida.
Conclui-se que a Árvore de Natal lembra o Homem de seu Espírito Divino, o qual aguarda o desenvolvimento da Consciência Humana aonde os ornamentos natalinos significam metaforicamente as virtudes e as forças espirituais que devem ser vitoriosas âmago do Homem.

domingo, 19 de dezembro de 2010

Reunião 19-12-2010

Último encontro do GET Uniconsciência, encerrando o Ano de 2010 com a "finalização" do estudo da Doutrina Seceta - Cosmogênese - Vol. 1 - HPB - Estância VII, aonde se vislumbra que...

... o universo desdobra-se de forma setenária, e assim como no ser humano há fases da vida que iniciam-se a cada sete anos, o nosso planeta também passa pelo ciclo setenário. Chamada a evolução das "Raças Humanas", cada grande civilização manifestou aspectos humanos no mundo. Iniciando-se após a extinção dos dinossauros, a humanidade desenvolveu já cinco grandes civilizações/raças: a Polar, a Hiperbórea, a Lêmure, a Atlante e a Ariana. À partir da terceira raça, a Lêmure, começou a existência do homem físico, depois houve o desenvolvimento das emoções/sensações na Atlântida, e há cerca de um milhão de anos iniciou-se o ramo Ariano da civilização, que almeja expandir os aspectos mentais. Resta ainda desenvolver plenamente a Raça Ariana, e ainda mais duas grandes civilizações virão a surgir: A intuicional e a Espiritual.

Este resumo foi extraído do site http://www.levir.com.br/, assunto que pode ser estudado na sua totalidade no Programa Lux Esotérica (202 - 06/12/2010), isto é, http://www.levir.com.br/salao7.php?num=0499.

sábado, 11 de dezembro de 2010

sexta-feira, 10 de dezembro de 2010

quinta-feira, 9 de dezembro de 2010

quarta-feira, 8 de dezembro de 2010

Os 7 Princípios...

...no Universo e no Homem.

Texto em construção...

terça-feira, 7 de dezembro de 2010

segunda-feira, 6 de dezembro de 2010

domingo, 5 de dezembro de 2010

Reunião 05-12-2010

Aula dada por Augusto G. Lorio sobre o Sloka 6 (A Doutrina Secreta - H.P.Blavatsky - Cosmogênese - Estância VI - Página 238):
As Rodas mais antigas giravam para baixo e para cima (a) ...
Os frutos da Mãe enchiam o Todo. Houve Combates renhidos entre Criadores e Destruidores, e Combatentes renhidos pelo Espaço; aparecendo e reaparecendo a Semente continuamente (b).

EXPLICAÇÃO

As Rodas mais antigas (referem-se aos Mundos ou Globos de nossa cadeia, em seus primeiros períodos de manifestação) giravam para baixo e para cima (ou seja, centros de força, em redor dos quais se forma a matéria cósmica que passando por sucessivos estados de consolidação, vem finalmente a construir os globos) ...
Os frutos da Mãe enchiam o Todo (nosso Sistema Solar, e não o Universo Infinito). Houve Combates renhidos entre Criadores e Destruidores (processos “localizados” no espaço de criação e de destruição cíclicos) e Combatentes renhidos pelo Espaço (processos “disseminados” pelo espaço, ex: cometas); aparecendo e reaparecendo a Semente continuamente (trata-se das partículas espirituais que também na Teogonia oculta: cada Semente – Germe do Mundo – é um organismo etéreo, do qual envolve mais tarde um Ser celeste, um Deus).

OUTRAS INFORMAÇÕES

  • 7 (estados de consciência no homem) = 3 (três estados superiores sintonizados com os três planos superiores do Cosmos) + 4 (quatro estados inferiores ou planos dos quais o último é o nosso – Universo visível – Mundo Físico ou Material*).
  • Os 7 Planos (Ver Diagrama III, pág. 239):
A Imortal Tríade Superior...
- PLANO I
- PLANO II
- PLANO III

O Mortal ou Trasitório Quaternário Inferior...
- PLANO I = Mundo Arquétipo = Primeiro Modelo
- PLANO II = Mundo Intelectual ou Criador
- PLANO III = Mundo Substancial ou Formativo
- PLANO IV* = Mundo Físico ou Material
CONCLUSÃO

O Sloka 6 aborda o nascimento dos corpos celestes no espaço, ou seja, o nosso Sistema Solar. Bem explicado pela citação do Livro de Dzyan feita por H. P. Blavatsky neste sloka, informando que “o Sol Central faz com que Fohat aglutine a poeira primordial em forma de globos, que os aproxime uns dos outros, reunindo-os... Disseminados pelo Espaço, sem ordem nem sistema, os Germes do Mundo entram em freqüentes colisões antes da junção final, e depois se convertem em ‘Vagabundos’ (Cometas). Então começam os combatentes e as lutas. Os mais antigos (Corpos) atraem os mais jovens, enquanto outros os repelem. Muitos sucumbem devorados pelos companheiros mais fortes. Os que escapam vão constituir-se em Mundos.”

Fonte:

Ø A Doutrina Secreta Vol.1 – Cosmogênese – Estância VI – pág. 238-243 – H.P. Blavatsky.
Ø Glossário Teosófico – H.P.Blavatsky.


Leitura Complementar:

- O SISTEMA SOLAR* (Arthur E. Powell).
- O CONCEITO ROSACRUZ DE COSMOS* (Max Heindel).
- UMA BREVE HISTÓRIA DO UNIVERSO – De Buda a Freud (Ken Wilber).
- OS SETE PRINCÍPIOS DO HOMEM (Annie Besant).
- O HOMEM E SEUS SETE TEMPERAMENTOS (Geoffrey Hodson).

Coordenadora Angélica Spirandelli.

quarta-feira, 1 de dezembro de 2010

Magia x Bruxaria = Mago x Bruxa

...
A cultura medieval, muito antes do Renascimento, se enche de literatura latina. Os poetas latinos são inclusive auctoritates, ou seja, é difícil recusar o que eles apresentam como fatos seguros e verdadeiros. Santo Agostinho será obrigado a construir uma completa - e complexa - teoria teológica e demonológica para demonstrar que os prodígios mágicos são somente enganos demoníacos. Frente aos prodígios e rituais dos magos, entretanto, o papel da incantatrix ou "bruxa" torna-se ao mesmo tempo mais simples mas também mais obscuro, mais mau.
O magus conhece as leis ocultas do universo, lê o caminho das estrelas, sabe quais são as relações entre os planetas, as pedras preciosas e a alma humana: é um sábio. A incantatrix não sabe ou não tem o cuidado de conhecer as coisas que emprega para atuar, e atuar de maneira má. A incantatrix é maléfica, porque faz o mal (feiticeira de "fazer" ?). Ela atua, sobretudo, em três direções:

- A metamorfose. A incantatrix pode transformar-se em animal (freqüentemente uma ave de rapina noturna, como um morcego ou uma coruja) e nessa forma perturbar sobretudo as crianças, sugando-lhes o sangue até a morte. Na origem, esta crença era estruturada ao contrário: havia gênios maus que à noite tomavam forma de pássaros sugadores de sangue e de dia a de velhas mulheres. A incantatrix pode também transformar os outros em animais.

- A incantatrix atua como xamã: viaja ao país dos mortos, fala com eles e graças a eles prediz o futuro.

- A incantatrix também faz, com seu carmen, seu cantus, rituais e ervas que ela conhece, maleficia que dão ou tiram amor, que matam as crianças no próprio seio materno, que podem chegar até à morte.
Em resumo, essas são as características das incantatrix, que a antigüidade e a Idade Média nunca esqueceram, mas que ao longo de muitos séculos ficaram no fundo das crenças comuns.
...
Por
Franco Cardini
Instituto de História
Universidade de Florença - Itália

segunda-feira, 29 de novembro de 2010

A Entrega

A Torá nos relata um estranho sonho do faraó, quando via sete vacas gordas seguidas de sete vacas magras. As interpretações de seus magos não lhe convenceram, e assim José foi chamado e previu que haveria uma abundancia de sete anos na terra, seguida de uma devastadora seca por igual período.
Por isso ele foi nomeado governante. Existe um código muito significativo presente nesta porção da Torá: Quando José foi chamado para interpretar o sonho, este era um momento impar em sua trajetória. Ele estava preso há muitos anos e se falhasse não teria mais qualquer esperança em sua vida.
Mas José sabia que era apenas um instrumento, à serviço de algo muito maior do que ele, e por isso foi bem sucedido. Tomados por esse espírito procuramos, nesta semana, controlar menos e entregar mais, para que, assim como ele, possamos no tornar instrumentos da Luz
.

Ian Mecler.

domingo, 21 de novembro de 2010

Reunião 22-11-2010

Foi realizado a abertura do encontro pela coordenadora Angelica Spirandelli, posteriormente feito a leitura e análise do texto "O Sol Visível e o Sol Oculto" por Augusto Lorio, complementando o estudo da Doutrina Secreta - Cosmogênese Vol1 - Estância VI - referente ao Sistema Solar - O Sol Central Espiritual, também seguiu-se o debate sobre a Lua, bem como, avisos administrativos relacionados com o GET Uniconsciência, por fim encerramento através de palavras reflexivas e confortadoras.

sábado, 20 de novembro de 2010

Plano de Reunião 21-11-2010

Prezados irmãos estudantes de teosofia, relambrando nossa reunião de amanhã no espaço SAMSARA iniciará pontualmente às 17:00hs com:
- 17:00 às 17:10hs Meditação;
- 17:10 às 17:40hs - Apresentação do texto complementar preparado pelo Augusto - O SOL VISÍVEL E O SOL OCULTO;
- 17:40 às 18:20hs Continuaçao da Estância VI da Cosmogênese a partir do Sloka 05;
- 18:20 às 18:30hs Meditação de Encerramento.
Namastê,
Angélica Spirandelli.

Harry Potter - Hp 7 Movie - Parte 1


E as Relíquias da Morte!

sexta-feira, 19 de novembro de 2010

O Fenômeno Harry Potter...

...também, trouxe muita polêmica, reavivando uma antiga batalha pelo domínio da Mente humana! A luta entre "o bem versus o mal", a magia branca x a magia negra, ganhou enorme repercussão entre os adolescentes ao ser materializada nas telas dos cinemas.
Este fato causou muita invidia nas forças conservadoras... tão habituadas em propagar e apoiar somente um ponto de vista: o delas! Conseqüentemente, o resgate da mitologia nórdica e, tantas outras formas plurais de ver e entender o Universo, a Humanidade e o Homem chocaram-se com a homogeneidade, a unilateridade de uns poucos que se acostumaram a dominar a consciência humana por milênios, rotulando as forças divergentes de "demoníacas" e, acusando homens críticos de serem "demônios" ou estarem "endomoniados" com a finalidade de aniquilar os opositores.
Fato comprovado e arquivado pela História da Humanidade...
Na posteridade, a Trilogia Matrix, StarWars, V de Vingança e, sobretudo a saga O Senhor dos Anéis "cutucaram com vara curta" o poder espiritual vigente, a história do aprendiz de feiticeiro - Harry Potter - foi e é acusada pelos tradicionalistas de atrair as crianças para a magia e, porteriormente, para o Satanismo (Diabo). Os Exorcistas terão emprego garantido...
Ironicamente, o epicentro desta batalha é o Reino Unido, a indomável Inglaterra! Fisicamente, os antigos celtas foram cristianizados... mas, um "pensamento" pode ser destruído? Espiritualmente, a romanização desta ilha não conseguiu substituir na sua totalidade a velha religião e, por ironia do destino - Lei de Ação e Reação - os druidas estão "mais vivos do que nunca". Pois, a neopagã Wica é uma das religiões que mais cresce na Europa e EUA e, com certeza desagrada alguns e agrada outros, tais como: os wiccanos ou "bruxos" que tiveram sua religião normalizada nos anos 60, denominando-a como Wicca.
Hoje, Witchcraft ou the Craft se faz presente também no Brasil, especialmente em Brasília e São Paulo e, curiosamente 1.434 pilotos da Força Aérea dos Estados Unidos se identificam como wiccanos, tornando a Wicca a maior religião "não-cristã" dentro dessa comunidade norte-americana. E, por ai vai... até o acontecimento Potter criar toda uma "Geração Harry Potter", sendo o estopim da batalha pelas mentes daqueles que governarão o mundo futuramente - as crianças e os adolescentes.
Em resumo, os filmes baseados na obra do pequeno bruxinho levam a alcunha de induzir nos adolescentes uma mentalidade esotérica e ocultista, formentando a prática da magia. Além disso, os conservadores alegam que os livros da escritora britânica J. K. Rowling colocam como verdade o "mundo mágico", ou seja, os acontecimentos reais dependem da magia...
... "teosoficamente" o personagem Harry Potter é um garoto que está diante de um conflito interno, sendo o mundo interior mais o mundo exterior palcos desta dinâmica energética entre os Aspectos Virtuosos e o Lado Negro que também fazem parte do Universo Potter, servindo como espelho para a grande maioria dos adolescentes, os quais se projetam no garoto Potter. Contudo, o "centro gravitacional" da saga Potter não é a batalha entre o bem x o mal tão característica do pensamento judaico-cristão: anjos x demônios, paraiso x inferno, porque o mundo dual é uma Ilusão! Porquanto, o ponto central desta obra cinematográfica é a ESCOLHA! O que está por trás da ilusória guerra entre o Bem e o Mal é o LIVRE ARBÍTRIO reconhecido pelas sábias palavras de Dumbledore:
"Eu conheci um garoto (Tom Marvolo Riddle, depois Lord Voldemort) que fez todas as escolhas erradas."
Enfim, o personagem Harry Potter criado por Rowling, vai muito além do poder midiático e, do sensacionalismo comercial ao redor da "bruxaria", mas Potter encarna o que Jung chamou de Individuação, isto é, o processo através do qual o ser humano evolui de um estado infantil de identificação para um estado de maior diferenciação, o que implica uma ampliação da consciência. Então, o gran finale : a quem interessa ou desinteressa tal expansão mental?

Considerações sobre A Doutrina Secreta!

Primeiramente, a Filosofia Esotérica objetiva elucidar a Cosmogonia Oculta em oposição às teorias ilógicas apresentadas ao mundo. Logo
...

... A Doutrina Secreta apresenta-nos um olhar capaz de decodificar os mistérios da "História da Criação e do Mundo desde sua origem até a época presente" (T. Subba Row), reunindo ciência, religião e filosofia com o objetivo de conferir status ao pensamento tradicional da humanidade, isto é, reestabelecer o conhecimento dos antigos. Indo além do...

mistério + magia + cabala + alquimia

...mas, divulgar para o mundo a sabedoria indiana, chinesa, tibetana, etc.. H. P. Blavatsky mostra-nos através da magnitude desta Obra uma visão unitária - Teoria do Campo Unificado do Espiríto, Madame Blavatsky antecipa o atual Paradigma Holístico, abordando a História Humana de forma integrada e una conectada com o Universo mais as pluralidades de mundos, estados de consciência e energias diversas.

Diante disso, apresentar-se-á aqui uma recapitulação da Doutrina Secreta:

- Trata-se da Sabedoria...

terça-feira, 16 de novembro de 2010

Sobre o Sol Oculto...

...e a Natureza Primordial.

"Todos os deuses solares, com seu símbolo, o Sol Visível, são os criadores da natureza física, apenas. A espiritual é obra do Deus Superior - o Sol Oculto, Central e Espiritual, e de seu Demiurgo - a Mente Divina de Platão, e a Sabedoria Divina de Hermes Trimegistos - a sabedoria emanada de Olam ou Cronos", de acordo com, Mario J. B. Oliveira (Membro da Loja Teosófica São Paulo).

Ou seja, "O ocultismo afirma que o Logos Solar é o regente de nosso sistema. Em A Doutrina Secreta, de Helena Blavatsky, está dito que nossas vidas são partes da vida desse Grande Ser e que o Sol é o seu coração, seu centro vital. Seu cérebro, segundo Blavatsky, está oculto por trás do Sol visível. As ondas da essência da vida fluem por meio de artérias e veias invisíveis. Os planetas são os seus membros. Do Sol a energia é irradiada para todos os centros nervosos do Sistema Solar. Ele é o reservatório de energia do nosso pequeno Cosmo." elucida Eduardo Weaver no texto: Ecologia Oculta, para o site da Loja Teosófica Liberdade (http://www.teosofia-liberdade.org.br/).

Weaver também expõe que "da mesma forma que o coração humano pulsa regularmente para bombear o fluido da vida para todo o corpo, o Sol espiritual pulsa, conduzindo por meio de artérias invisíveis o prana, ou energia da vida, para todo o Sistema Solar".

segunda-feira, 15 de novembro de 2010

Ponto de Observação...

...acerca das Forças e Poderes que regem o Universo.

Segundo H. P. Blavatsky a "Teologia cristã admite e até impõe semelhante crença, mas estabelece uma divisão arbitrária entre esses Poderes, chamando-os de 'Anjos' e 'Demônios'. A Ciência nega a existência de ambos, e ridiculariza a idéia. Os espiritistas crêem nos 'Espirítos dos Mortos', não admitindo, além destes, nenhuma outra espécie ou classe de seres invisíveis. Os ocultistas e os cabalistas são, portanto, os únicos intérpretes racionais das antigas tradições, que agora culminam na fé dogmática de uns e na negativa não menos dogmáticas de outros."(A Doutrina Secreta - Cosmogênese Vol.1 - Pág. 317).

domingo, 14 de novembro de 2010

Reunião 14-11-2010

Neste encontro a coordenadora Angélica Spirandelli deu prosseguimento aos estudos referentes à Estância VI que aborda o "Nosso Mundo, Seu crescimento e Desenvolvimento"... além disso, ela recapitulou alguns pontos das outras estâncias já estudadas com o objetivo de fixar um pouco mais seus ensinamentos... Portanto, "com o quarto Sloka termina a parte das Estâncias que se refere à Cosmogonia do Universo após o último Mahâpralaya ou Dissolução Universal" (H.P.B. A Doutrina Secreta. Pág.195) a partir deste ponto o GET Uniconsciência iniciará o estudo do Sistema Solar e das Cadeias Planetárias, especialmente a história do Globo Terrestre...(Leitura Complementar - O Sistema Solar - Arthur E. Powell) ...Outro assunto pertinente foi a "Lua" e, como é vista pela Tradição Secreta!

segunda-feira, 8 de novembro de 2010

Reunião 07-11-2010

Foi exibido um documentário sobre a Sociedade Teosófica no Brasil, especificamente relacionado com as Escolas de Verão promovida pela fundação, tal filme aborda o tema "Auto-realização" através de vários depoimentos dos intregrantes do evento, dentre outras atividades similares às que seguem abaixo referentes à Escola de Verão 2011 a ser realizada em Bonito - Mato Grosso do Sul (25 a 30 de janeiro de 2011) cujo tema desta é “A Sabedoria no Bhagavad-Gita”...
...PROGRAMAÇÃO DA ESCOLA DE VERÃO:
25 de janeiro de 2011 – terça-feira
09.00 h. – Abertura da Escola de Verão;
09.30 às 10.30 h. – Palestra: Considerações Preliminares sobre o Bhagavad-Gita, com Linda Oliveira (Vice-Presidente Mundial da Sociedade Teosófica);
10.30 às 10.45 h. – Coffe Break;
10.45 às 11.30 h. – Palestra: Prefácio de Annie Besant, com Pedro Oliveira;
11.30 às 12.00 h. – Perguntas;
12.30 h. – Almoço;
15.30 às 16.45 h. – Painel: Contexto Histórico e Introdução ao Bhagavad-GitaDebatedores: Eduardo Weaver e Ricardo LindemannMediador: Walter Barbosa;
17.00 às 18.00 h. – Reunião dos grupos;
19.00 h. – Jantar;
20.30 h. – Treinamento de trabalhadores teosóficos/filme
26 de janeiro de 2011 – quarta-feira
06.00 h. – Prática de Yoga;
07.00 h, - Meditação;
07.30 h. – Café da Manhã;
09.30 às 10.15 h. – Palestra: O Yoga do Desalento de Arjuna, com Pedro Oliveira;
10.15 às 10.30 h. – Coffe Break;
10.30 às 11.30 h. – Palestra: Sankhya Yoga, com Linda Oliveira;
11.30 às 12.00 h. – Perguntas;
12.30 h. – Almoço;
15.30 às 16.45 h. – Painel (Capítulos 1 e 2)Debatedores: Otávio Marchesini e Alexandre RozenwaldMediador: Francisco Araújo;
17.00 às 18.00 h. – Reunião dos grupos;
19.00 h. – Jantar20.30 h. – Atividade cultural/artística
27 de janeiro de 2011 – quinta-feira
06.00 h. – Prática de Yoga;
07.00 h, - Meditação;
07.30 h. – Café da Manhã;
Dia livre para passeios
28 de janeiro de 2011 – sexta-feira
06.00 h. – Prática de Yoga;
07.00 h, - Meditação;
07.30 h. – Café da Manhã;
09.30 às 10.15 h. – Palestra: O Yoga da Ação, com Pedro Oliveira;
10.15 às 10.30 h. – Coffe Break;
10.30 às 11.30 h. – Palestra: Sankhya Yoga, com Linda Oliveira;
11.30 às 12.00 h. – Perguntas;
12.30 h. – Almoço;
15.30 às 16.45 h. – Painel (Capítulos 3 e 10)Debatedores: Isis Resende e Raul BrancoMediador: Antonio Carlos Jorge;
17.00 às 18.00 h. – Reunião dos grupos;
19.00 h. – Jantar;
20.30 h. – Treinamento de trabalhadores teosóficos/filme;
29 de janeiro de 2011 – sábado
06.00 h. – Prática de Yoga;
07.00 h, - Meditação07.30 h. – Café da Manhã;
09.30 às 10.15 h. – Palestra: O Yoga da Sabedoria, com Pedro Oliveira;
10.15 às 10.30 h. – Coffe Break;
10.30 às 11.30 h. – Palestra: O Yoga da Separação das Três Qualidades, com Linda Oliveira;
11.30 às 12.00 h. – Perguntas;
12.30 h. – Almoço;
15.30 às 16.45 h. – Painel (Capítulos 4 e 14)Debatedores: Marcos Resende e Luiz PaulinoMediador: Edimar Silva;
17.00 às 18.00 h. – Reunião dos grupos;
19.00 h. – Jantar;
20.30 h. – Atividade cultural/artística;
30 de janeiro de 2011 – domingo;
06.00 h. – Prática de Yoga07.00 h, - Meditação;
07.30 h. – Café da Manhã;
09.30 às 10.15 h. – Palestra: O Yoga da Devoção, com Pedro Oliveira;
10.15 às 10.30 h. – Coffe Break;
10.30 às 11.30 h. – Palestra: O Yoga da Divisão entre o Divino e o Demoníaco, com Linda Oliveira
11.30 às 12.00 h. – Encerramento da Escola de Verão
+ Informações e a programação completa da 30ª Escola de Verão da Sociedade Teosófica acesse: http://www.sociedadeteosofica.org.br/noticias.asp?item=2244!

domingo, 31 de outubro de 2010

Reunião 31-10-2010

Não houve encontro teosófico...


...em virtude da Eleições para Governadores e Presidente do Brasil!

Sobre a Lua...


...segundo, a Doutrina Secreta, a Lua é um vestígio "morto" da Cadeia Planetária Lunar, sendo muito mais antiga que a Terra. Assim, explica Cordélia Alvarenga de Figuereido na Síntese da Doutrina Secreta (Helena P. Blavatsky):
"A Lua está morta só no que se refere aos seus princípios internos, isto é, psíquica e espiritualmente. Fisicamente é um corpo semi-paralisado".

Percebe-se que para a Teosofia, ou seja, o esoterismo, o ocultismo em si, não existe matéria morta, isto é, a vida pulsa em todo universo do Sol ao átomo. Diante da Tradição Secreta, a Lua é mãe de Mercúrio e Vênus planetas mais antigos que a Terra, logo este suposto "satélite terrestre" se dissolverá no espaço como sucederá às luas dos demais planetas.

Por outro lado, a Lua penetra a Terra por todos os lados, conforme Cordélia Alvarenga, "com a influência maligna invisível e envenenada, emanante de seu lado oculto, pois é um corpo morto e, no entanto, vive. As partículas de seu corpo corrupto estão cheias de vida ativa e destrutora, apesar de que o corpo, antes animado por ela, carece de Alma e Vida. Por isso, suas emanações são benéficas e maléficas..". Ainda adeverte, "como os vampiros, a Lua é a amiga dos Bruxos"!

sexta-feira, 29 de outubro de 2010

O que é Dharma?


De acordo com, Annie Besant... "Dharma é um termo sânscrito, que tecnicamente significa dever. Caracteriza-se em cada indivíduo pelo seu grau de desenvolvimento no período evolutivo posterior. Praticamente é a filosofia de conduta, que o Cânone budista define como a Lei Sagrada. Cada indivíduo tem o seu Dharma específico, inerente à sua natureza interna e, portanto, inalienável." Besant complemeta que em virtude disso proclama Shri Krishina a Seu discípulo Arjuna num dos momentos mais cruciais de sua vida: "Mais vale cumprir o próprio dever (Dharma), embora sem mérito, do que o alheio com toda a perfeição. Preferível é morrer no cumprimento de seu próprio dever, porque o alheio está cheio de perigo" (B. Gita III: 35).
Portanto, " essa natureza interna, colocada pelo nascimento físico num meio favorável ao seu desenvolvimento, é o que modela a sua vida exterior, que se expressa por meio de pensamentos, palavras e ações". Por isso acentua a autora no texto: "O primeiro que há de compreender bem é que o Dharma não é uma coisa exterior, tal como a lei, a virtude, a religião ou a justiça; é a lei da vida que flui e modela à sua própria imagem tudo que é exterior a ela". Por outras palavras:
É tornar-se indivíduo externamente o que ele realmente é internamente. De maneira semelhante, cada nação, cada religião, tem o seu Dharma, a sua tônica a vibrar no concerto de suas co-irmãs do mundo.
DHARMA
Annie Besant
Editora Pensamento

quinta-feira, 28 de outubro de 2010

Brasil abre o olho...


...Eleições 2010 para Presidente! Tal cenário político tem sido o "pano de fundo" de uma perigosa dinâmica religiosa fundamentalista que tenta conduzir o país para uma "nova velha Teocracia", na qual as ações políticas, jurídicas e policiais do Estado são submetidas às normas de alguma religião.

Logo, vê-se que os candidatos à Presidência da República tentam atender direta ou indiretamente às reinvindicações espirituais de certos sarcedotes com objetivo de agariar votos dos fiéis "currais eleitoreiros".

Aliança político-religiosa que futuramente pode criar um colapso na democracia, pois de forma generalista numa Teocracia os "cidadãos leigos" ficam submetidos ao controle sarcedotal que utilizam todos os tipos de artifícios para justificar a fusão do poder político com os poderes espiritual e moral, dando adeus aos poderes executivo, judiciário, legislativo... haja visto que os meios de comunicação tem chamado atenção para o fato de que, principalmente, no Oriente os líderes do mesmo imprimem um elemento "místico" ao poder estatal, controlando qualquer contestação social. Diferente daqui?

Conseqüentemente, o exercício da cidadania é trocado pela crença e submissão aos ditames sarcedotais, os quais tanto no Ocidente, sobretudo no Oriente tentam "mascarar" os processos humanos consolidados ao longo de séculos de história, por exemplo: os ideais de liberdade, igualdade e fraternidade!

Em pleno Século XXI, o fastama da medievalidade ronda as consciências humanas ou melhor: as inconciências, as quais revivem um teocentrismo às aversas de acordo com os interesses dos lideres espirituais. Ironicamente, as imperfeições humanas desmascaram a "Pseudo-Divina Teocracia" que também age de forma corrupta, tornando-se uma Clerocracia.

Concluindo, brasileiros abram os olhos porque podemos incorrer na ignorância de "sair da frigideira e cair no fogo", isto é, trocar um sistema político acusado de ser corrupto por uma forma de governo onde o povo é controlado por um grupo de sacerdotes ou líderes religiosos que sendo HUMANOS também agem de forma corrupta ... Porém, num Estado laico, numa Democracia podemos contestar e mudar a realidade vigente, entretanto, numa Teocracia é vetada e punida toda e qualquer contestação seja ela de qualquer natureza.

segunda-feira, 25 de outubro de 2010

Nêmesis & O Espiríto Grego

Nêmesis
representa a força encarregada de abater toda a desmesura (Hibrys)...
"Tudo que se eleva acima da sua condição, tanto no bem quanto no mal, expõe-se a represálias dos deuses. Tende, com efeito, a subverter a ordem do mundo, a pôr em perigo o equilibrio universal e, por isso, tem de ser castigado, pois se pretende que o
universo se mantenha como é".
... essa é uma concepção fundamental do Espiríto Hêlenico

Sobre a Reunião de 24-10-2010


Neste encontro teosófico a irmã Rosane Viola explicou resumidamente a Estância VI - Cosmogênese - Doutrina Secreta Vol 1 - H.P.Blavatsky, tal explanação referiu-se a parte da descrição da Cosmogonia do Universo. Conforme, a Teosofia entende o início e o fim de um universo, ou seja, a Formação e a Dissolução Universal.

Logo foi abordado temas como:

- o Fohat ou "Torvelinho de Fogo";

- a Eletrecidade ou "Força"\"Energia";

- Mulaprakriti ou "A raiz da Substância Universal;

- o Logos ou "O Logos de nosso Sistema Solar";

Com relação ao Fohat foi explicado que Ele é "uma coisa no Universo ainda não-manifestado (No Imanifesto ou Parabrahman) e outra coisa no mundo fenomenal e cósmico (No Manifesto ou Universo), assim:

- No Imanifesto, ou seja, antes da formação do Cosmos Objetivo > FOHAT = é latente e coeterno com Parabraman e Mulaprakriti;

- No Manifesto, ou seja, o Cosmos Objetivo > FOHAT = o "Raio Divino" de inesgotável potência criadora que incute o Pensamento Divino Absoluto (Parabrahman) no seio da proto-Mãe (Mulaprakriti).

Ademais, o Fohat serve de "ponte" entre a Ideação Cósmica e a Substância, isto é, o "elo" entre o Espiríto-Matéria. Além dessas considerações foi exposto o ponto de vista ocidental acerca desses temas, especialmente, o Fohat, indo dos gregos aos egípcios, da mitologia aos filósofos antigos, tais como: Aristóteles que reconhecia o Fohat como o Eros - a força motriz - uma espécie de primeiro motor nas antigas cosmogonias.

domingo, 24 de outubro de 2010

Fantasia


"É por meio da fantasia que reconhecemos o mundo. A fantasia dá cor e molda o comportamento, os pensamentos e os sentimentos. Em constante transformação, as fantasias se desenvolvem com o crescimento e, como os sonhos, são criadas em função de desejos, esperanças, medos, conflitos e angústias. As fantasias surgem de experiências reais misturadas com a realidade emocional, de mentiras que nos dizemos e do conhecimento profundo de verdades irrefutáveis. Portanto, podem tanto enriquecer quanto confundir. A fantasia gera não só prazer e emoção na vida diária como também medo e ansiedade. Por isso é uma das características que define o ser humano. Trata-se de uma idéia essencial - e bastante controvertida da psicanálise que marca o diálogo entre nós e o mundo em que somos obrigados a viver e sobreviver."


Julia Segal

Consultora do Serviço Nacional de Saúde Britânico.

Reunião 24-10-2010

Programação:
- 17:00 às 17:15hs Meditação;
- 17:15 às 18:00hs Apresentação da Estância VI da Cosmogênese pela Rosane;
- 18:00 às 18:20hs Continuação da Leitura da Voz do Silêncio;
- 18:20 às 18:30hs Meditação de Encerramento.
Namastê,
Angélica Spirandelli
Coordenadora do Get Uniconsciência

sábado, 23 de outubro de 2010

As Erínias...

...ou Fúrias para os Romanos, eram personificações da "vingança" conhecidas como as Três Irmãs: Tisífone (castigo), Megera (rancor) e Alecto (interminável). Elas nasceram das gotas do sangue de Urano quando ele foi castrado por Cronos. Pavorosas e cruéis, as Erínias encarregavam-se de criar nas almas pecadoras o remorso e a necessidade de perdão.
  • Tisífone, a vingadora dos assassinatos e homicidios, principalmente aqueles praticados contra os pais, irmãos, filhos e parentes, e açoitava os culpados, enlouquecendo-os.
  • Megera, personifica o rancor, a inveja, a cobiça e o ciúme. Castigava principalmente os delitos contra o matrimônio, em especial a infidelidade. É a Erínia que persegue, fazendo a vítima fugir eternamente. Grita a todo momento nos ouvidos do criminoso, lembrando-lhe das faltas cometidas.
  • Alecto, a implacável, eternamente encolerizada, encarregava-se de castigar os delitos morais como a ira, a cólera, a soberba etc. É a Erínia que espalha pestes e maldições. Segue o infrator sem parar, ameaçando-o com fachos acesos, não o deixando dormir em paz.
As Erínias são divindades presentes desde as origens do mundo e, apesar de terem poder sobre os deuses e não estarem submetidas à autoridade de Zeus, vivem às margens do Olimpo. Os deuses as rejeitam mas as toleram. Já, os homens fugiam delas. Sendo forças primitivas, atuavam como vingadoras dos crimes e reclamavam com insistência a punição do homicida com a morte.
Porém, visto que o castigo final dos crimes é um poder que não corresponde aos homens, por mais horríveis que sejam, estas três irmãs se encarregavam do castigo dos criminosos, perseguindo-os incansavelmente até mesmo no mundo dos mortos, pois seu campo de ação não tinha limites.
As Erínias são convocadas pela maldição lançada por alguém que clama vingança. São deusas justas, porém implacáveis, e não se deixam abrandar por sacrifícios nem suplícios de nenhum tipo. Não levam em conta atenuantes e castigam toda ofensa contra a sociedade e a natureza, como o perjúrio, a violação dos rituais de hospitalidade e, sobretudo, os assassinatos e crimes contra a família.
Portanto, as Erínias são representadas normalmente como mulheres aladas de aspecto terrível, com olhos que escorrem sangue no lugar de lágrimas e madeixas trançadas de serpentes, estando muitas vezes acompanhadas por muitos destes animais. Aparecem sempre empunhando chicotes e tochas acesas, correndo atrás dos infratores dos preceitos morais.


Erínias ou As Três Fúrias

(Tisífone, Megera e Alecto)

Nêmesis - a deusa kármica grega

Nêmesis e os Três Destinos representam para os gregos antigos o quádruplo Poder de Karma, esta deusa kármica grega também foi chamada de Adrastia (Justiça); Necessitas (Fatalismo); Natureza pelos teósofos neoplatônicos; bem como, Hércules
.

Irmão Atisha explica que "Nêmesis é o melhor nome, sendo Ela a recompensadora do Bem e a castigadora do Mal; mas há uma grande verdade em cada um dos outros nomes, pois trazem à tona alguma característica do Karma: Ela é Justa (Adrastia), Fatal (Necessitas), o Caminho de Toda a Natureza (Natureza) e é forte e poderosa (Héracles ou Hércules)".

Ele ainda continua "Como castigadora do Mal, Ela usa as Três Furias - Tisífone, Megera e Alecto. Quando recompensa o Bem, as Fúrias tornam-se as Três Eumênis (As Benevolentes)".

Resumindo, os gregos foram exímios personificadores dos Deuses Kármicos, sendo que Nêmesis também podia punir outros deuses, enquanto as Fúrias (Erínias para os gregos) estendiam seus castigos para os simples mortais, principalmente no submundo onde viviam e torturavam as almas pecadoras que ali chegavam depois de passar pelo veredito de Hades - Governante do Mundo dos Mortos.

segunda-feira, 18 de outubro de 2010

As Inteligências Kármicas

Segundo, o Irmão Atisha em A Doutrina do Karma expõe que "há grandes inteligências à sua retaguarda... especialmente para a direção de suas diversas correntes, e para a orientação quanto ao tempo, a forma e o lugar de renascimento", tais Inteligências Kármicas ou Governantes Kármicos de acordo com esta obra são Quádruplos, mas sua quádrupla natureza esconde-se sob o número três.

Em resumo, "na tradição secreta que a Teosofia tornou conhecida, esses Poderes são chamados o Quádruplo Lipika (literalmente "Escribas", ou "Registradores") que são os reguladores ou assessores do destino que um homem criou para si mesmo.(Ver Estâncias de Dzyan, traduzidas por Helena P. Blavatsky). Esses Quatro Santos estão dentro, fora e atrás da Lei Kármica e, por seu intermédio, o Senhor Supremo controla as operações do homem e da Natureza, karmicamente" assim afirma Atisha.

Quatro Anjos dos Quatro Quartos da Terra (Apocalipse)

ou

Nêmesis e os Três Destinos (Mitologia Grega)

domingo, 17 de outubro de 2010

Reunião 17-10-2010

Encontro teosófico confirmado para o espaço da SAMSARA pontualmente às 17:00hs.
Namastê,

Angélica Spirandelli
Coordenadora do GET Uniconsciência

quinta-feira, 14 de outubro de 2010

O Livro de ELi...

...exotericamente, este filme parece tratar apenas do destino de Eli "transferir o conhecimento capaz de oferecer esperança a humanidade á espécie humana, resgatar a civilização da eminência da destruição e garantir o futuro da humanidade", mas...
...esotericamente, no entre linhas desta obra cinematográfica, existe mensagens que devem ser decodificadas sobre a religião judaica-cristã, bem como, o cristianismo contemporâneo, códigos que nos fazem pensar e refletir sobre o advento da cristandade.

domingo, 10 de outubro de 2010

Reunião 10-10-2010

Programação:
  • Abertura - Relaxamento\Meditação;
  • Estudos - Leitura de trechos da obra: A Voz do Silêncio - HPB e, trechos dos textos: Crianças - Mary Anderson & Atrás de cada adversidade está uma oportunidade para o crescimento - Vicent Hao Chin Jr;
  • Encerramento - Palavras Confortadoras;
  • Confraternização.
Angélica Spirandelli
Coordenadora

quinta-feira, 7 de outubro de 2010

Politeísmo X Monoteísmo

Panteísmo

C
onforme, a Nova Enciclopédia de Pesquisa Fase...

...Panteísmo se trata de um sistema filosófico que identifica Deus e o Mundo, isto é, que considera Deus a universidade dos seres, o conjunto de tudo aquilo que existe. Havendo várias modalidades de panteísmo, tais como:
  • Panteísmo Cosmológico >>> Doutrina que considera o Universo e Deus como sendo identicamente o mesmo ser;
  • Panteísmo Místico >>> Aquele que considera a massa total das coisas como um ser do qual o real e o ideal, o subjetivo e o objetivo, são como que os dois pólos opostos;
  • Panteísmo Ontológico >>> Aquele que reconhece apenas a substância eterna - espinosismo;
  • Panteísmo Psicológico >>> Sistema que considera Deus a alma do Mundo, o qual seria o corpo da divindade.
Além dessas definições, ainda existe o termo Panenteísmo cunhado por Karl Christian Friedrich Krause, originando a expressão “krausiano”. Tal concepção panenteísta do mundo recebeu forte influência do Neoplatonismo de Plotino (205-270 d.C.), fisólofo nascido em Licópolis, Egito.
Portanto,
vale a pena lembrar que teólogos católicos como Teilhar de Chardin, buscaram harmonizar transcendência e imanência, utilizando este conceito krausiano de panenteísmo, que defende a tese de que o mundo não é Deus, mas está contido em Deus.

segunda-feira, 27 de setembro de 2010

Estância V - Fohat

Constata-se pelo símbolo que designa o Fohat (energia andrógina) formado pelo círculo, triângulo, fogo e 3 setas que revelam a essência da Trindade, sendo esta energia o instrumento pelo qual opera o Logos (Verbo). Portanto, todo o Cosmos existe na fonte única de Energia da qual emana esta Luz - Fohat, o qual personifica em sete condições diferentes a matéria diferenciada no Sistema Solar.

Exemplo disso, são os 7 Elementos que compõem a Terra que nos chama atenção para a perpétua mudança de átomos e moléculas no espaço, revelando os Elementos Cósmicos. Ademais, cada mundo possui seu Fohat, que é onipresente em sua própria esfera de ação, denominado Fohats Planetários, os quais contituem um Fohat Coletivo Universal.

Conseqüentemente, bilhões de mundos são produzidos num Mavântara, tais mundos são construídos pelos modelos mais antigos, que existem em outros Manvântaras precedentes e entraram, em Pralaya, pois a Lei que rege o Cosmos é a mesma para o Sol e o átomo.

Finalizando, é neste "cenário" cósmico que atua o Fohat, também, como força construtora (Eletrecidade Cósmica), tendo 7 Irmãos (Eletricidade, Som, Magnetismo, Luz, Coesão, Calor e Força) chamados de Obreiros Divinos.

domingo, 26 de setembro de 2010

Reunião 26-09-2010

Apresentação e estudo da Estância V da Doutrina Secreta - Cosmogênese - HPB, "Fohat o filho das Hierarquias Sentenárias" pela coordenadora Angelica Spirandelli...
...espaço SAMSARA.

quarta-feira, 22 de setembro de 2010

Estância IV - As Hierarquias Septenárias

Resumidamente, a Hierarquia é um "conjunto de seres" (que por já terem evoluído em ciclos anteriores) com condições de dirigirem as novas hierarquias que estão se formando ciclicamente, portanto a Hierarquia Septenária (inteligências espirituais ou "deuses") está intimamente relacionada com o Fohat, também designado como: o "Construtor dos construtores" ou "Mediador dos 7". Ver ainda, o papel dos Mestres, Devas e Elementais na Manifestação do Universo - Todo Interligado.

domingo, 19 de setembro de 2010

Reunião 19-09-2010

Apresentação e estudo da Estância IV da Doutrina Secreta - Cosmogênese - HPB pelo Sr. Luiz Marques de Barros.

quarta-feira, 15 de setembro de 2010

I Ching para pensar...

A
obra o "I Ching e os Mistérios da Vida" é uma excelente leitura que aborda a biologia moderna a partir do conhecimento arcaico chinês, o médico Martin Shönberger nos apresenta uma interessante conexão entre a filosofia antiga naturalista chinesa o I Ching com o recém descoberto Código Genético. Este autor demonstra várias semelhanças entre os dois sitemas citados, defendendo a tese de que ambos os enunciados são na verdade uma única e mesma idéia formulada de forma diferente, mostrando que a pesquisa científica moderna indentifica-se com as idéias básicas do Budismo.
Schönberger ao comentar sua própria obra esclarece que "ela deve servir de ponte temporária, que só os cientistas e os leigos dispostos a integrar o nível de consciência racional e dualista até agora vigente, na nova consciência polarizada denominada "integral"... poderão atravessar. Uma ponte entre a Ciência e a Sabedoria, para aqueles que não sofrem como 'ciganos à margem do universo' (Mônada), mas que, unidos, procuram uma nova sociedade, interigados na consciência de uma polaridade que a tudo preenche e perpassa.

segunda-feira, 13 de setembro de 2010

Estância III - Despertar do Cosmos


Questões abordadas nesta palestra:

  • As sete estâncias do Livro de Dzyan são divisões que compõem esta obra secreta “desvelada” por Helena Blavatsky que trata da Evolução Cósmica, por exemplo: a Estância III que se refere ao Despertar do Cosmos.

  • A Estância III fala basicamente do emergir das Mônadas, dos átomos, das “bolhas”, dos “coágulos”, tais átomos são cada um deles parte da Grande Tela (material dos mundos) que refletem “o Senhor que existe por si Mesmo”, como um Espelho, cada um deles, por sua vez, vem a ser um Mundo.
  • Resumindo, a Estância III descreve o despertar do Universo (Mavantara ou Atividade) para a vida após o Pralaya (Inatividade); portanto mostra o emergir das Mônadas do seu estado de absorção no Uno, tratando-se do primeiro e o mais alto estágio da formação dos Mundos, em virtude disso, pode se aplicar o termo Mônada tanto aos vastos Sistemas Solares como o átomo mais íntimo.
  • Logo, com o objetivo de complementar este texto da Doutrina Secreta - Cosmogênese foi escolhido a seguinte leitura sobre a A Mônada escrita pela teósofa Dra. Annie Besant:
  • Sinteticamente, Besant em seu Estudo Sobre a Consciência descreve que no Despertar do Cosmos, advindo do Absoluto ou Realidade Una, deu-se a origem de uma “Chama” designada por 1º Logos (Causa Primeira ou o Logos precursor do Manifesto), sendo consciente por si mesmo e conhecedor do caminho e do objetivo, assim esta Chama Divina continha inúmeras chispas inseparadas denomindas por Mônadas portando uma atividade latente, porém elas ainda não haviam manifestado uma vontade individual de viver. Depois, as inumeráveis chispas ou centelhas divinas passam para um segunda fase no 2º Logos (Espiríto-Matéria ou “Espiríto do Universo") a partir daí as centelhas iniciam o processo de separação, posteriormente passam para um terceiro momento junto ao 3º Logos (Ideação Cósmica ou a base das Operações inteligentes da Natureza), efetivando a separação das mesmas, logo as chispas adquirem “individualidade espiritual” neste período as Hierarquias Criadoras despertam as Mônadas desta vida interior para a vida exterior manifestada como um individual Dhyan Choan apresentando Vontade de Viver e, tendo consciência de si (o EU) e das demais Mônadas (o OUTRO), portanto a Estância III – O Despertar do Cosmos, também fala sobre o importante processo de aperfeiçoamento da percepção de toda a Criação indo do Imanifesto ao Universo Manifesto.
  • Concluindo, há somente um elemento universal, infinito, inato, imortal; tudo o mais, como o mundo, são fenômenos ou múltiplos aspectos e transformações diferenciadas dessa Unidade (Absoluto Ser e Não-Ser de Hegel ou Parabrahman dos Vedantinos) desde os efeitos macrocósmicos aos microcósmicos, desde os super-humanos à totalidade da existência objetiva. Investigar o átomo é conhecer a ordem da Evolução Cósmica, a energia que age sobre a matéria, depois de sua primeira formação em átomos que é gerada em nosso plano pelo calor cósmico. Assim, a contração e expansão da citada Tela constituída pelos átomos, expressam o movimento de pulsação, a vibração universal dos átomos os quais readquirem atualizada importância não só para os ensinamento teosóficos, mas também para a Ciência Tradicional – ver
    Teoria das Super Cordas!

Estância II - A Idéia da Diferenciação

Texto em construção...

domingo, 12 de setembro de 2010

Reunião 12-09-2010

P
rogramação:

1.
Às 17h00, pontualmente: meditação.

2.
De 17h15 às 17h40: Apresentação da Estância II da Cosmogênese - Doutrina Secreta HPB pelo Mauro;

3.
De 17h45 às 18h10: Apresentação da Estância III da Cosmogênese - Doutrina Secreta HPB pelo Augusto;
4.
18h10 às 18:30: Comentários e Fechamento;
5.
18h30 às 19h00: Confraternização.

terça-feira, 7 de setembro de 2010

domingo, 5 de setembro de 2010

Reunião 05-10-2010

Programação:

1. Às 17h00, pontualmente: meditação;

2. De 17h15 às 17h35: Apresentação do proêmio pela Lucivone;

3. De 17:40 às 18:00 Apresentação da Estância I pela Valdeci;

4. De 18h00 às 18h20: estudo do texto sugerido pelo Augusto: A Mônada: a chispa celeste;

5. Das 18:20 às 18:30h recado administrativo da loja Fenix de Brasília;

6. 18h30 às 19h00: Confraternização
.

segunda-feira, 30 de agosto de 2010

Cronograma de Trabalho do GET - 2010!

A DOUTRINA SECRETA DE HPB Volume 1: COSMOGÊNESE

:: Setembro ::
05.09.2010
Proêmio: Páginas de um Período Pré-histórico (Irmã Lucivone Santos).
ESTÂNCIA I - A Noite do Universo (Irmã Valdeci de Souza).
12.09-2010
ESTÂNCIA II - A Idéia da Diferenciação (Irmão Mauro de Oliveira).
ESTÂNCIA III - O Despertar do Cosmos. (Irmão Augusto Lorio).
19.09.2010
ESTÂNCIA IV - As Hierarquias Setenárias (Irmão Luiz Marques de Barros).
ESTÂNCIA V - FOHAT: o Filho das Hierarquias Setenárias (Irmã Angélica Spirandelli).
26.09.2010
Palestra na SANSARA: Cosmogênese - Parte I.
:: Outubro ::
03.10.2010
ESTÂNCIA VI - Nosso Mundo seu Crescimento e Expansão.
10.10.2010
ESTÂNCIA VII - Os Pais do Homem na Terra.
Síntese (considerações mais significativas do Volume I: Cosmogênese).

domingo, 29 de agosto de 2010

Reunião 29-08-2010

1. Às 17h00, pontualmente: meditação;

2. De 17h15 às 18h00: estudo do texto sugerido pela Rosane: A lei da atração sob a ótica do Raja Yoga;

3. De 18h00 às 18h30: apresentação da proposta de trabalho com definição da programação semestral;

4. 18h30 às 19h00: Confraternização.

Namastê,
Angélica Spirandelli
Coordenadora do GET 2010-2011.

domingo, 22 de agosto de 2010

Reunião 22-08-2010

Assuntos Administrativos:

  • Apresentação da Metodologia de Trabalho do GET Uniconsciência 2010-2011!
Angélica Spirandelli
Coordenadora

domingo, 15 de agosto de 2010

Reunião 15-08-2010

Coordenadora: Angélica Spirandelli

Assessor: Luiz Marques de Barros

domingo, 25 de julho de 2010

Reunião 18 e 25-07-2010

Reunião teosófica coordenada pela Rosane Viola, estudo da Estância III - Cosmogênese - Vol.1 - A Doutrina Secreta - HPB.

domingo, 11 de julho de 2010

Reunião 11-07-2010

Reunião teosófica coordenada pela Rosane Viola, continuação do estudo do texto "O Lado Oculto das Reuniões de Loja", seguido da exibição & explicação de trechos do filme Star Wars - A Vingança dos Sith por parte do irmão Augusto Lorio.

sábado, 3 de julho de 2010

Reunião 03-07-2010

Entrega dos Diplomas para os novos membros do GET Uniconsciência.

Rosene Viola
Coordenadora

domingo, 27 de junho de 2010

Reunião 27-06-2010

Estudo do Texto...


..."O Lado Oculto das Reuniões de Loja".

Rosane Viola

Coordenadora

domingo, 20 de junho de 2010

Reunião 06 e 20-06-2010

Reunião teosófica coordenada pela Rosane Viola, estudo da Estância III - Doutrina Secreta - Vol.1 - HPB.

domingo, 13 de junho de 2010

Reunião 13-06-2010

Exibição do Documentário: "Vida e Obra de Madame Blavatsky", reunião teosófica coordenada pela Rosane Viola.

domingo, 30 de maio de 2010

O Lado Oculto do Senhor dos Anéis

Texto em construção...

Reunião 30-05-2010

E
leição de novos coordenadores, 2* Semestre, GET 2010...

...nomes indicados: Rosane Viola & Stevan Bernadino.

domingo, 23 de maio de 2010

Reunião 23-05-2010

A
tividades Desenvolvidas:

  • Exibição do Documentário: SEGREDOS DO OCULTISMO;
  • Comentários Gerais;
  • Confraternização.

sábado, 22 de maio de 2010

Plano de Reunião 22-05-2010

Documentário proposto para o Encontro Teosófico deste Domingo...

...narrado por John Cullum.

O mundo dos antigos mágicos analisado através dos olhos de grandes cientistas. Uma investigação e discussão sobre a magia, o misticismo, o significado dos sonhos e os métodos utilizados há séculos, para se comunicar e compreender o mundo do sobrenatural. Na série também somos apresentados aos avanços realizados por grandes cientistas como Newton, Galileu, Carl Jung e Einstein. Ilustres pensadores que contribuíram para o desenvolvimento e avanço da ciência moderna.

segunda-feira, 17 de maio de 2010

Número 1: A Mônada

... a Unidade!


"Primeiramente é a chispa de uma chama.Oh! Gurudeva. Percebo uma chama. Vejo inumeráveis chispas inseparadas que brilham nela”. A chama é o primeiro Logos e as inseparadas chispas são as mônadas, porque são as células germinais do seu corpo que tomaram prontamente vida no universo iminente. Movidas por esta Vontade, as chispas participam da alteração chamada “o engendramento do filho” e passam em seguida para o seio do segundo Logos e moram nele. Depois de receberem do terceiro Logos a “individualidade espiritual” .Mas, a Mônada no entanto ainda não possui “das outras Mônadas” o conhecimento que necessita para adquirir por reação o conhecimento do “Eu”. Os três aspectos de consciência que lhe pertencem, por participar na vida do Logos, estão ainda “virados para dentro” infundidos, adormecidos e alheados do “exterior” como participantes da Consciência Universal. Os Excelsos Seres das hierarquias criadoras despertam as Mônadas para a vida “exterior”. A Vontade, a Sabedoria e a atividade descem ao conhecimento do “exterior” e adquirem uma vaga percepção de “outras”, enquanto “outras” têm sentido num mundo onde todas as formas se interfundem e interpenetram e cada uma chega a ser “um individual Dhyan Choan distinto dos outros”.

Na primeira etapa, quando as Mônadas estão inseparadas , como células germinais do seu corpo, a Vontade, a Sabedoria e a atividade estão latentes nelas, mas não se manifestam. A vontade de manifestação do Logos é também, mesmo que inconsciente, a vontade das Mônadas. O Logos é consciente por si e conhece o seu objeto e o seu caminho; as Mônadas, ainda não conscientes, têm, como partes do corpo do Logos, a energia do movimento da sua vontade, que em breve será a sua própria vontade individual de viver, que as coloque em condições possíveis de uma vida com consciência separada derivada da sua consciência universal anterior. Isto conduz as Mônadas à segunda etapa na vida do segundo Logos e depois ao terceiro. Mais tarde, já relativamente separadas, as hierarquias criadoras comunicam-lhes, ao despertá-las, a “vaga percepção das outras Mônadas” e do “Eu”, ao que sucede a adição de uma percepção mais clara do “Eu” das outras Mônadas. Esta é a “vontade individual de Viver” que as conduz a mundo mais densos onde seja possível o aperfeiçoamento da percepção.

A evolução do “Eu” individual tem origem na atividade livremente elegida pela Mônada. Estamos neste mundo por causa da “vontade de viver” pois “nenhuma outra vontade nos compele”. Em todo o lado na natureza observamos esta vontade de viver, esta ânsia da mais plena manifestação de vida. A semente enterrada no solo, brota ansiosa de luz. O botão aprisionado dentro do cálice, quebrando a sua prisão estendendo-se aos beijos do Sol. O pinto que rompe a casca. Por todo o lado, a vida deseja manifestar-se e as potências estão sedentas de atualização. Vede o pintor, o escultor, o poeta cujo génio criativo ferve em suas mentes. Criar, para eles, é o mais delicado prazer, o mais intenso sabor de sublime deleite. Todos são exemplos da omnipresente natureza da vida, começando pelo Logos, no gênio ou na criatura efêmera de um dia. Todos gozam da alegria de viver e ao multiplicar-se acrescentam a sua vida. Da vontade de viver nascem a expressão, o brotar, o desapego e o incremento da vida culminadas na felicidade do Ser.

Estudo Sobre a Consciência (Dra. Annie Besant).

Concluindo, alguns algarismos - neste caso: o Número 1 - são especialmente relevantes para a Guematria (técnica milenar hebraica utilizada para descobrir o significado das palavras) que considera o 1 - o verdadeiro e único Deus!

Já, o Número 2...